VIDROS TEMPERADOS

O vidro temperado é obtido por meio de aquecimento gradativo e resfriamento abrupto num forno de têmpera (vertical ou horizontal) temperado em um processo semelhante a pasteurização.

Antes de tudo, o vidro temperado é um vidro de segurança. Em caso de quebra, fragmenta-se em pedaços pouco cortantes e bem pequenos. Depois de temperado, o vidro não pode ser beneficiado, cortado, furado, etc. É muito utilizado na construção civil, indústria automotiva e recentemente, na decoração. É também o único vidro que pode ser aplicado como porta sem a utilização de caixilhos.

Possui como vantagens:a resistência à quebra, cinco vezes maior que o vidro comum, s=600Kgf/cm². Um vidro temperado de 8mm, por exemplo, suportar o choque de uma esfera de aço de 500g em queda livre a partir de uma altura de 2m; resistência à flexão; a resistência à variações de temperatura.


Vidro Temperado:
Para se quebrar necessita um impacto de grande força, mas estilhaça-se totalmente quando se quebra. Poucos fragmentos permanecem no caixilho.

A têmpera permite ao vidro suportar diferença de temperatura de até 200°C ; a segurança por evitar ferimentos graves ao ser quebrado, devido a seus pequenos fragmentos arredondados; são considerados altoportantes, pois possuem furações e recortes especiais, que não fragilizam a peça; excelente efeito estético pela ausência de esquadrias; baixo custo comparado com o vidro comum mais a esquadria e estanqueidade perfeita, só possível para vidros fixos.

A têmpera pode ser feita no sentido vertical ou horizontal. A diferença básica entre eles é a forma de transporte do vidro. No forno vertical, o vidro é suspenso por pinças metálicas. Durante o aquecimento, as pinças penetram ligeiramente no vidro, enquanto ele, por ação do seu próprio peso, se deforma localmente nas regiões de sustentação. O resultado é a aparição das conhecidas marcar de pinças que provocam distorções da visibilidade.

Estas marcas prejudicam a utilização do produto em alguns locais, como tampos de mesa. A ação do peso por outro lado causa a aparição de repuxos no bordo do vidro e falta de retilinidade local.

Nos fornos horizontais, as chapas de vidro são suportadas por rolos especiais que eliminam as marcas de pinças, assim como as deformações causadas pelo peso próprio. O resultado é um produto de qualidade óptica incomparavelmente melhor. Isso abre ao vidro temperado as portas dos mercados mais exigentes da construção civil e da indústria moveleira.


A têmpera vertical e horizontal pode ter medidas até 4200x2140mm. Seu corte é impossível após a têmpera, portanto a fabricação é sobre medida. Podem ser serigrafados em diversos padrões e cores.
Indicado para locais que requerem resistência, como boxes de chuveiro, portas de vidro ou frontões de lareira, por exemplo.


Qual a diferença entre os vidros temperados e laminados?

Vidros temperados são vidros que são submetidos a um processo de aquecimento e resfriamento rápido tornando-o bem mais resistente à quebra por impacto. Apresenta uma resistência cerca de 4 vezes maior que o vidro comum. Já o vidro laminado (SGG Stadip) é um vidro constituído por duas chapas de vidro intercaladas por um plástico chamado Polivinil Butiral (PVB), a principal característica desse vidro, é que em caso de quebra, os cacos ficam presos ao PVB, reduzindo o risco de ferimento às pessoas e também o atravessamento de objetos.